terça-feira, 5 de janeiro de 2010

ja nao sou a tua marioneta...





ja nao sou a tua marioneta, ja nao podes controlar os meus passos, a minha vida,
ja nao podes fazer merda a teu belo prazer...

Trás de volta o que eu fui,
Trás de volta o sorriso que roubaste,
a minha alma...
a minha individualidade,
a minha vida...Tudo o que fui e quero voltar a ser...
Trás-me de volta...
Quanto a ti, apenas quero que vás, e não voltes...
Nunca mais...
Que se acabem as guerras, as lutas, que diariamente vivemos aqui dentro,
Quero que acabem estas dualidades, estes dois mundos,
Por isso...VAI
Fecha a porta, fecha-te no mundo de onde não deverias ter saído,
e leva contigo todos os fantasmas, toda a tua podridão, promiscuidade e devaneios,
toda a tua futilidade...Leva-te daqui!
Não és uma pessoa bem-vinda , nunca o foste...e a maior culpada fui eu, por ter permitido que entrasses..
Mas eu ainda tenho controlo na minha vida, que tu julgaste ser tua tb, talvez por eu ter sido fraca ao ponto de te ter deixado controla-la, mas acabou...Guess what? Esta e' a minha vida, e eu quero te fora dela...




Mas antes de saíres, há' verdades que precisas de 'ouvir',
'es uma pessoa deplorável,
cometeste erros irreversíveis,
'es uma pessoa falsa,
Não és digna de ter alguém como amigo,
alias , na tua boca, a palavra amizade fica manchada...
não prestas, nunca prestaste, e depois disto o que vais ser para mim???
apenas uma poeira, e vai ser assim de cada vez que me lembrar de ti, por um dia me teres feito chorar, e me teres feito ter vergonha de mim própria...
Que prazer tiveste ao fazer todas aquelas coisas?

Ficar na memoria das pessoas?
então parabéns, conseguiste, mas aviso-te ja' que nao foi pelos melhores motivos...

Agora cabe-me a mim limpar a merda que fizeste e voltar a reerguer-me...
Afastaste-me das pessoas, magoaste-as, e eu nunca te perdoarei...
eu nunca me vou perdoar por isto...

descansa em paz...pois para mim morreste!

Um comentário:

  1. o bem vence sempre o mal....agora nao vai ser excepçao....be strong. :)

    ResponderExcluir